Segredo de Sangue | Resenha

Cassandra Coyle, 26 anos, roteirista e produtora executiva de filmes de terror independentes, encontrada morta na cama de seu quarto com...


Cassandra Coyle, 26 anos, roteirista e produtora executiva de filmes de terror independentes, encontrada morta na cama de seu quarto com os dois globos oculares arrancados e deixados na palma de sua mão esquerda. Thimothy McDougal, 25 anos, contador, encontrado morto na véspera do Natal num pier com três flechas enfiadas em seu peito. Dois homicídios completamente distintos com uma única relação: a causa da morte é uma incógnita. Resta à detetive Jane Rizzoli e à legista Maura Isles solucionar o mistério antes que o assassino faça sua próxima vítima.

Logo de cara senti o cheirinho de CSI e NCIS, e não estava enganada com a comparação, afinal o livro rendeu uma série chamada Rizzoli & Isles. Foi inevitável a todo momento usar as séries de investigação como parâmetro e acho até interessante deixar isso bem claro porque se você é fã dessas séries tem grande chances de gostar do livro. A história em si foca suas investigações em um único caso, como um longo episódio e Criminal Minds, tem drama, assassino em série, romance, descrições de autópsias... um verdadeiro prato cheio de investigações bem escritas.


A princípio senti um pouco de dificuldade em me adaptar a história, quando comecei a entender as características dos personagens comecei a me interessar um pouco mais pela história e foi assim que esse livro ganhou a minha atenção e foi devorado em praticamente dois dias! Detalhes desnecessários como o relacionamento de Maura com sua mãe e o romance de Maura com um rapaz comprometido com sua religião fizeram a história se tornar apelativa demais ao sentimental, quando poderiam estar focando nas investigações, que a propósito quando as mortes começam a se conectar ganham minha total atenção e de cara comecei a imaginar o que havia acontecido, o final não chega a ser algo tão surpreendente porque hoje em dia quase nada tem o poder de me surpreender, afinal a realidade tá difícil né? Mas o que me fez sentir um friozinho na barriga com o final do caso foi perceber que é algo muito real e possível de acontecer.

Como todo bom fã de histórias sobre assassinos em série sabemos que tem uma série de coisas por trás do assassinato, como as vítimas foram escolhidas, como morreram, no caso do assassino em Segredo de Sangue a conexão entre as vítimas é muito interessante mas ao mesmo tempo achei pouco explorado, poderia ter tido mais tempo de investigação, mais vítimas que deixassem o cenário mais confuso, sendo ainda mais prática, poderiam ter cortado o dramalhão e substituído por investigação. Logo nas primeiras páginas fica clara a relação de Maura com a sua mãe que é uma assassina em série com a saúde debilitada, essa relação é intrigante pois a mãe de Maura é tida como uma mulher extremamente perigosa e super manipuladora, fica bem explicito que ela sabe de alguma coisa sobre o atual caso de Maura mas a autora simplesmente esquece de trabalhar esse vinculo, dando mais espaço para a Maura entrar numa paranóia sem nexo algum. Detalhes como esse me fizeram avaliar esse livro entre 3,5 e 4 numa escala de 0 a 5.

A diagramação do livro é bem simples, as paginas amareladas guardam muitos segredos e uma ideia muito interessante sobre o que as pessoas são capazes de fazer. Num geral eu acredito que foi uma boa leitura, e se você adora investigações tem grandes chances de gostar do livro!


                                                     FICHA TÉCNICA                                           

Segredo de Sangue  |  I Know a Secret
Autora Tess Gerritsen
Editora Record
Publicado em 2017
348 páginas

Leia Também

1 comentários

Compartilha com a gente a sua opinião <3